segunda-feira, 18 de março de 2013

Últimas Aquisições: Fevereiro 2013 (Parte I)

Blasphemy "Gods of War / Blood upon the Altar"
Osmose Productions (OPCD 11)

Esta edição nunca fez parte da minha lista de aquisições futuras. Contudo, depois de tê-la encontrado a 5€ numa das recentes promoções da FNAC, decidi arriscar. Vale mesmo pelo seu conteúdo musical, porque a embalagem é paupérrima! É um digipak de dois painéis com uma fotografia dos Blasphemy e as informações mais básicas impressas no interior. Não há cá livretes nem letras das canções! Além disso, a forma como o alinhamento está disposto na parte de trás da embalagem é uma verdadeira confusão. E de pensar que o preço original disto era 17,90€...



Deftones"B-Sides & Rarities"
Maverick (R2 76460)

Os Deftones faziam parte do rol de bandas que mais ouvia nos meus primeiros anos de preparatória, mais ou menos pela altura do lançamento de “White Pony”. Com o passar dos anos, fui-me desligando deles para abraçar outras sonoridades. No entanto, já há algum tempo que tinha vontade de voltar a explorar a discografia destes californianos e esta compilação serviu de ponto de partida.

Encontrei “B-Sides & Rarities” na mesma situação que o álbum de Blasphemy e a sua embalagem chamou-me logo a atenção. É um digibook negro com o logo da banda em relevo acompanhado por livrete grosso agrafado no centro, onde podemos ver fotografias incríveis, comentários sobre as canções que compõem esta lançamento, agradecimentos, etc. A nível de conteúdo, somos presenteados com um CD e um DVD. O primeiro compila temas inéditos, versões alternativas e covers (The Cure, Lynyrd Skynyrd, Duran Duran, entre outras). O segundo reúne todos os vídeos lançados por Chino Moreno e companhia até 2005, incluindo o nunca antes disponibilizado “Root”.

Não é um trabalho obrigatório, mas recomendo-o a quem se interessar pelos Deftones.



Kalmah"They Will Return"
Spikefarm Records (Naula 023)

Ao contrário do que costuma acontecer com muita gente quando começa a descobrir o Metal, nunca fiquei fascinado com os Children of Bodom ou o tipo de música que praticam. “They Will Return”, dos Kalmah, é uma exceção. Apesar de o considerar um disco algo repetitivo tanto a nível composicional como musical, é difícil resistir às melodias contagiantes de temas como “Swamphell” ou “The Blind Leader”.

A edição que está nas fotografias tem selo da finlandesa Spikefarm Records, contém oito canções de originais e uma versão de “Skin ‘o My Teeth” dos Megadeth. Dentro de livrete, temos acesso às letras, a informações relativas ao próprio álbum e ainda os agradecimentos da própria banda. Os fãs deste trabalho devem adquiri-lo caso surja a oportunidade, porque a sensação com que fico é que, à medida que o tempo passa, cada vez é menos fácil encontrá-lo.



Skyclad"A Burnt Offering for the Bone Idol"
Noise International (N 0186-2 / RTD 345.0186.2)

A primeira vez que ouvi Skyclad foi numa daquelas compilações que vinham na velhinha Riff e, na altura, não me impressionaram. No entanto, voltei a dar-lhes outra oportunidade no último verão e, embora não possa dizer que ganharam um novo fã, gostei bastante dos primeiros discos. Como alguns deles descatalogaram com a extinção da Noise International, não pensei duas vezes quando surgiu a possibilidade de adquirir o "A Burnt Offering for the Bone Idol" a um bom preço.

A edição que tenho não é a primeira, mas as diferenças entre ambas parecem ser nulas. Contém 11 canções de originais e no livrete estão as letras, uma fotografia da banda, os seus agradecimentos e, claro, todas as informações importantes relativas ao álbum.

Sem comentários:

Publicar um comentário